À Prova

Eis que foi para a minha paz que tive grande amargura, mas a Ti agradou livrar a minha alma da cova da corrupção; porque lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados. — Isaías 38:17

blog-senhorita-deise-a-prova

Certos tipos de acontecimentos e quebras de relações, nos deixam impactados.

Questões que nos deixam “baratinados”, sem norte, confusos, sem saber realmente o porquê daquilo — mas, na verdade, a real é que bem no fundo sabemos o motivo. Essas sensações são apenas frutos da nossa humanidade… porque as provações, os términos, os finais de ciclos têm o propósito de nos fazer crescer, de moldar-nos, de mostrar aonde está nosso coração e, em quem está firmada a nossa dependência.

Não é fácil, mas devemos ser gratos pelas nossas provações, pois só há aprovação se passarmos pela prova, certo? E na maioria das vezes ela é exigente! Ah, como dói! Mas, sabe, Deus trata as nossas turbulências como leves e momentâneas. Tudo passa! Deus encontrou diversas maneiras de me falar isso nessas últimas semanas, e eu tive que compartilhar com vocês através de texto aqui no blog.

Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus.
Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.
Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;
Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas. — 2 Coríntios 4:15-18

Cedo ou tarde, fará sentido. Tudo isso, tem uma razão — talvez eu tenha que aprender mais sobre resiliência, mais sobre perseverança. Talvez seja algo relacionado à responsabilidade, resistência, não sei, talvez seja algo que eu ainda não consegui enxergar, mas que ao final do inevitável processo, eu terei aprendido.

Só sei que é Deus quem tem me mantido firme mesmo quando eu me encontro na linha tênue de acreditar ou “desacreditar” de mim. Quando eu me tento a ficar “bamba” entre o merecer ou não, se sou amada ou não, se me valorizam ou não, se vale a pena ou não, se devo revidar ou não, se estou realmente errando ou não, se estou me cobrando demais ou não, se estou atendendo ou não as expectativas e por aí vai.

Por amar a minha alma, Ele não me livra de passar pela prova. Por amor à minha alma, Ele não me isenta das tribulações, muito menos das provações, mas Ele me livra da cova. Ele me livra de morrer na estagnação, Ele me livra de morrer na minha própria destruição. ❤️🙏🏽

Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;
Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; — 2 Coríntios 4:8-10

Obrigada Deus, porque aprender contigo é sempre um privilégio, passar pela prova com o Teu apoio é sempre um refrigério. Sei que não estou só — e, permanece em mim, as promessas que o Senhor me deu há mais de um ano:

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.
Confiai no SENHOR perpetuamente; porque o SENHOR DEUS é uma rocha eterna.

Isaías 26:3,4

Deus nos lapida, nos prepara, nas dificuldades da vida — só assim, Ele pode nos dar, fazer coisas grandes.

Quanto mais usado por Deus, mais difíceis serão as peneiras…

Sim, meus amigos, estou de volta no mês mais lindo do ano!

Seja bem-vindo Julho!

margarida desenho-Transp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s