The Taste

“Though evil is sweet in his mouth and he hides it under his tongue, though he cannot bear to let it go and lets it linger in his mouth, yet his food will turn sour in his stomach; it will become the venom of serpents within him.” — Job 20:12, 13 and 14

First post of 2019, and in it, an important message.

For many, impunity “rolls loose,” and justice seems to be delayed. For many, the wicked are those who get along, and the more they commit evil, the more they are enjoying life. Many think that by hiding from human eyes, they are free from accountability.

But I have become aware that I am not alone! Wherever I go, no matter where I am, there are two spiritual forces looking at me. And in this scenario, there is yet another factor that can draw me to one side, and move away from another: my flesh, which shelters my human nature and my will.

And in what context does it all come in?

blog-senhorita-deise-the-taste

Let’s take a simple and straightforward example: the moment an individual steals, he feels “powerful.” He has in his hands a large amount of money that gives him possibilities to acquire what he could not buy before.

He makes the first acquisition. He flaunts. But the first time, despite bringing him satisfaction, is not enough and he repeats the act. At first it pays off, after all, he was not discovered, and it brought pleasure, like when we have a meal.

Imagine this sensation is similar to eating a beautiful, hearty plate of food. The taste is incomparable, delicious, sweet as honey. But then, over time, comes the heartburn, or worse: a major food poisoning that causes devastating problems, leaving the whole body prostrated, losing energy, vitamins, compromising health, and bringing risks.

The taste in the mouth becomes extremely bitter – and this is the point at which the individual mentioned in the situation illustrated above is discovered, and all that “he has” is taken away from him. Here comes the shame, the consequences, the weight, the gall.

Illusions built upon illusions. A large sand castle that melts with the least contact of water. Nothing over nothing, and it only brings pain and emptiness. This is the effect of sin: at first, it brings satisfaction. Evil does not show itself as it really is. It shows up like something attractive, flashy, like a great treat.

(…) yet his food will turn sour in his stomach – and, that’s the key phrase of the verse. Maybe, you know someone who does something wrong, who apparently lives a good phase. But please know that all of this, sooner or later, will bring sad consequences. Perhaps this person is you, feeling invincible, thinking that you are on another level, that you will never be discovered, that “it’s nothing”. You, who still do not know how to overcome your own weaknesses, know that your soul is disputed every day. Know that sinning constantly without repentance separates you from God and in my opinion that is the worst of all.

Staying with a sore, heavy conscience is not worth it. Another trap that comes with this is the accusations, which make you feel unworthy of forgiveness and a vicious cycle that this mistake can bring.

So, my friends, when evil offers you a banquet, refuse it immediately.

I assure you that “the taste of the food” that God gives you is worth more. You’d better wait on Him, than despair and “get your feet in your hands.” There are sensations that are fleeting, like taste in the mouth. Mom always says that after we feel the taste in our tongues… it’s gone. So it is better to eat something healthy that will bring benefits later, than an apparent good taste, which will do extremely badly afterwards.

I hope I have succeeded in putting this reflection here. For this year, I intend to be with my communion with God, always on high and always remember that to build with Him is always better than giving in to the temptations that seem good choices, but that only bring pain and become torment.

My dear readers, may we in 2019, know how to make the best choices for our SOULS!

Happy New Year!

@blogsenhoritadeise ♡ @blogsrtadeise ♡ @senhoritadeise

13529233_995550140561227_8832940018143587676_n

Anúncios

O Sabor

“Ainda que o mal lhe seja doce na boca, e ele o esconda debaixo da sua língua, e o guarde, e não o deixe, antes o retenha no seu paladar, contudo a sua comida se mudará nas suas entranhas; fel de áspides será interiormente.” — Jó 20:12, 13 e 14.

Primeiro texto de 2019, e nele, uma mensagem importante.

Para muitos, a impunidade “rola solta”, e a justiça parece ser demorada. Para muitos, os ímpios são aqueles que se dão bem, e quanto mais mal cometem, mais estão aproveitando a vida. Muitos pensam que ao se esconder dos olhos humanos, estão livres de apontamentos e prestação de contas.

Mas faz tempo que eu tomei a consciência de que não estou só! Onde vou, não importa onde eu esteja, existem duas forças espirituais olhando para mim. E, nesse cenário, ainda há mais um fator que pode me aproximar de um lado, e me afastar de outro: a minha carne, que abriga a minha natureza humana e todas as minhas vontades.

E, em que contexto entra tudo isso?

blog-senhorita-deise-o-sabor

Vamos dar um exemplo simples e direto: no momento em que um indivíduo rouba, ele se sente “poderoso”. Tem em suas mãos, uma grande quantia de dinheiro que dá possibilidades de adquirir aquilo que antes ele não poderia comprar de jeito nenhum.

Ele faz a primeira aquisição. Ostenta. Mas a primeira vez, apesar de lhe trazer satisfação, não é suficiente e, advinha, ele repete o ato. A princípio, compensa, afinal, ele não foi descoberto, e isso trouxe prazer, como quando fazemos uma refeição.

Imagine que sensação é similar a de comer um belo e farto prato de comida. O sabor na hora é incomparável, uma delícia, doce como mel. Mas depois, com o passar do tempo, vem aquela azia, ou pior ainda: uma grande intoxicação alimentar que acarreta problemas devastadores no organismo deixando todo o corpo prostrado, perdendo energia, vitaminas, comprometendo a saúde, trazendo riscos.

O sabor na boca fica extremamente amargo — e, esse é o ponto em que o indivíduo mencionado na situação ilustrada acima, é descoberto, e tudo que “ele conseguiu” lhe é tirado. Aí vem a vergonha, as consequências, o peso, o fel.

Ilusões construídas em cima de ilusões. Um grande castelo de areia que se desfaz com o mínimo contato de água. Nada sobre nada, e isso tudo só traz dor. Esse é o efeito do pecado: no início, ele traz satisfação. O mal não se mostra como ele realmente é. Ele se faz atrativo, chamativo, como uma grande guloseima.

(…) a sua comida se mudará nas entranhas — e, essa é a frase chave do versículo. De repente, você sabe de alguém que faz algo errado, e que aparentemente vive uma boa fase. Mas saiba, que tudo isso, cedo ou tarde, trará consequências tristes. Talvez, essa pessoa seja você, se sentindo invencível, achando que está em um outro patamar, que nunca será descoberto, que isso não tem nada demais. Você, que ainda não sabe como vencer suas próprias fraquezas.

Saiba que a sua alma é disputada todos os dias. Saiba que, pecar constantemente sem se arrepender, te separa de Deus e, na minha opinião isso é o pior de tudo. Ficar com a consciência manchada, pesada não vale a pena. Outra armadilha que vem com isso, são as acusações, que te fazem sentir que não é digno de perdão e todo ciclo vicioso que esse erro pode trazer.

Então, meus amigos, quando o mal te oferecer um banquete, recuse. 

Garanto que mais vale o sabor do alimento que Deus te dá. Mais vale você esperar nEle, do que se desesperar e “meter os pés pelas mãos”. Existem sensações que são passageiras, como o gosto na boca. Mamãe sempre diz que depois que passa da língua… já era. Por isso mais vale ingerir algo saudável que trará benefícios posteriormente, do que um gostinho aparentemente bom, que fará extremamente mal depois.

Espero ter conseguido fazer valer a reflexão. Para este ano, pretendo estar com a minha comunhão com Deus, sempre em alta e lembrar que construir com Ele é sempre melhor do que ceder às tentações que na hora, parecem boas opções, mas que depois só trazem dores e se transformam em tormento.

Meus queridos leitores, que em 2019, saibamos fazer as melhores escolhas para as nossas ALMAS!

Feliz 2019!

@blogsenhoritadeise ♡ @blogsrtadeise ♡ @senhoritadeise

13529233_995550140561227_8832940018143587676_n

Olá Primavera! #3

“Pensar que você pode amar a Deus sem ser transformado por Ele, é pensar que você pode pular no oceano e não se molhar. Para amá-Lo de verdade, você deve entender que sua vida será ‘destroçada’ por Ele, para ser reconstruída e se tornar algo lindo, algo duradouro.”

blog-senhorita-deise-ola-primavera-3
PS: ê estação lindaaa! Coloridona… Uau, inspiradora né? Já escrevi tanta coisa, vocês nem imaginam! E, ah que saudades! Não abandonei o blog! Só tô trabalhando muuuito haha. Amo vocês!

Essas palavras vieram na hora certa. Me deparei com esse trecho, e logo em seguida, abri o meu bloco de notas do celular e iniciei o texto que hoje, você vai poder acompanhar aqui. Chegou a minha estação preferida, a mais linda, a mais incrível de todas — acho que depois de três anos, vocês já devem imaginar o porquê né? Haha, flores, minhas amadas flores… me ensinam tanto… ❤

Pois é, essa foi uma tradução livre de um mini texto que a Sopha Rush postou em seu Twitter, e dele, podemos retirar alguns princípios básicos:

Você quer amar a Deus? Você não permanecerá o mesmo…

Deus sempre te amou. Ele conhece tudo sobre você. Cada fio do seu cabelo é contado. Ele te vê, não importa a sua localização. Ele te quer, mesmo quando ninguém acredita em você, Ele te aceita como você está, Ele é quem diz “Vinde a Mim”, Ele te convida para uma nova vida… é exatamente por ter esse grande amor por você, que Ele não te deixa permanecer como está.

Imagine, como que Ele vai permitir essa dor no seu peito? Como Ele vai deixar essas atitudes autodestrutivas continuarem acontecendo? Como deixar a natureza humana atuar livremente?

Se você realmente quer amá-Lo, suas prioridades mudam. Sua visão sobre o mundo, sobre o seu próximo já não é mais a mesma. Suas convicções, conceitos, opiniões… tudo muda. Não digo que é magicamente da noite para o dia, mas você simplesmente vê o desejo brotar no seu coração. É como uma semente… vai crescendo e tomando espaço — o que não tem mais lugar, costumes, jeito de pensar, falar, agir, maus hábitos (etc), são podados, e com o tempo, nem farão mais falta.

Se joga no oceano MEEEESMO…

DECISÃO. Você quer amar a Deus? Se entregue. Você se molha, é visível. Quem vai poder te parar? Quem vai poder deter esse amor? Rega tudo aí dentro, essa imensidão de amor flui de dentro de você. Só vai, PULA!

Opa, vida “destroçada”? Como assim?

Lembra daquela história do confronto que eu contei para vocês anteriormente? Muitas dessas mudanças causam rebuliços dentro da gente, desconstruções. Pensa, uma opinião super enraizada em você, pra de repente você descobrir que ela está errada, que te faz mal, e precisa urgentemente ser arrancada. Você vai quebrando barreiras, quebrando paredes, permite-se ser moldado.

Reconstrução!

O Deus da criação, é o Deus da perfeição! Ele não deixa nada inacabado, todas as Suas Obras têm começo, meio e fim. Todas têm seu propósito e sua conexão. Todas têm sentido, e você, o maior dentre elas, não é diferente. Se Ele te “desconstruiu” com Seu Amor, é para te construir novamente e te fazer uma obra linda! Sim, olha só que maravilhoso! Veja só como Deus sempre admirou e mencionou o Novo em Sua Palavra — novas vestes, novo coração, pensamento transformado, nova criatura, vida eterna.

Sendo assim…

Depois do grande encontro com Deus, é impossível ser a mesma pessoa de antes. Como estar em Sua Presença e não permitir ser mudado? Como? Sabe, a cada primavera, eu me renovo. Por isso, eu amo fazer postagens como essa, porque, percebo o quanto mudei, o que conquistei, e o que preciso alcançar. Hoje, eu vivo um momento totalmente diferente da última vez que escrevi um texto como esse. Vivo a resposta de Deus para a minha vida. Nove meses de superação, de lágrimas, conquistas e MUITOS SORRISOS!

Deus é tão maravilhoso! Não quero temer mudanças. Quero viver mudando positivamente… estar evoluindo. Estou florescendo, me redescobrindo, me fortalecendo em Jesus.

To think you can love God without being changed by Him, is to think you can jump into the ocean and not get wet. To really love Him, you must understand that your life is going to be wrecked by Him, and built again into something beautiful, something lasting.

Obrigada Senhor, por estar presente em todas as estações da minha vida. Obrigada pela paciência, e por todos os ensinamentos. Por segurar firme nas minhas mãos durante os períodos mais turbulentos. Sou grata pelo que veio, e pelo que há de vir.

Vivo uma fase de constantes mudanças que estão me moldando. Ora machuca, ora fortalece. Lágrimas caem, mas logo vem o sorriso, porque Deus traz à memória tudo que fez até o presente. É aí que a agonia se transforma em algo belo ❤ 

Espero que vocês tenham gostado do texto. Compartilhem com as pessoas que você ama, escreva nos comentários suas experiências, o que você achou do texto, o que pode ser acrescentado… fique à vontade 🙂 um grande beijo da Senhorita Deise, obrigada por sua visita!

Seja bem-vinda Primavera!

@senhoritadeise ♡ @blogsrtadeise ♡ Tumblr ♡ Pinterest

margarida desenho-Transp

 

O Confronto

blog-senhorita-deise-o-confronto

Imundícia é uma palavra forte.

Talvez eu nunca me esqueça do impacto que essa palavra causou em mim. Quando eu a li na Bíblia, vi a situação do povo de Israel, e a posição de Deus para com eles, eu pude perceber claramente o que estava acontecendo, e como isso ainda acontece no meio daqueles que estão no caminho da conversão, ou até mesmo dos que são cristãos — sim, como aconteceu comigo também.

Nem todas as pessoas estão preparadas para esse tipo de confronto: aquele que te rasga de dentro pra fora, e te mostra o que há de mais feio. Que te coloca contra a parede, que te mostra na real o que está acontecendo…

E ah, como é decepcionante chegar à conclusão de que estamos sujos. Saber que temos algo imundo dentro da gente, como um depósito de lixo! Lixo daqueles bem “fedorentos”, [desculpe usar essa palavra no texto]. Aquele desejo que mancha o nosso coração, que ao mesmo tempo que cometemos, traz culpa e peso. Remorso. Te faz sentir indigno… mas não te impede de cometer mais uma e outra vez.

Quando nos confrontamos, nos vemos em um momento revelador! Ficamos cara a cara com “o problema”, conscientes do que fizemos.

Porém mais revelador ainda, é o amor de Deus sobre nós. Mesmo sendo pecadores, o sangue dEle nos lava, nos limpa. Ele é capaz de remover o peso constante dos ombros. Ele nos mostra um novo jeito de encarar a vida… o espírito passa a dominar, a vencer a carne. Passamos a ter a mente de Cristo, passamos a pensar como Ele pensou, operamos de acordo com a vontade dEle.

Não há ninguém nesse mundo que te conheça mais do que Deus. Não há ninguém neste mundo, que possa se esconder de Deus. Você pode enganar quem está perto, quem está longe. Mas, nem de perto e nem de longe, você pode enganar a Deus.

Nada pode te encobrir. Nada pode te justificar senão Ele.

Nós, seres humanos, somos compostos de corpo, alma e espírito. Esses dois primeiros, sempre batalham juntos contra o espírito, tentam vencê-lo a todo custo. Está em nossas mãos escolher a vida, escolher que o nosso espírito ganhe a batalha diariamente.

Leia também Chamado para a Liberdade ✗ Arrependimento ✗ A L M A

margarida desenho-Transp

How To Deal With Rejection

blog-senhorita-deise-how-to-deal-with-rejection

Here’s the truth, some people won’t like you.

But you know what? You don’t have to fear their rejection.

You don’t have to live your life wondering why they didn’t accept you.

You don’t have to make them want you. You don’t have to spend your time trying to create situations that will bring them close to you, or even do what they want to please them. You don’t have to change your ways just to fit in, just to belong in their group.

The truth is, they won’t like you anyway, and they’ll end up judging you.

Do you wanna know what you should do?

Love them anyway, and move on. Move on with your life, keeping compassion and positivity in your heart for those who need. Keeping a smile on your face. Being yourself, because, keeping your heart clean, not dwelling in bad feelings, and your thoughts pure, someday, you’ll attract people who will appreciate you for who you are, and will embrace you.

After all that, you’ll meet more people, and amidst your journey, guess what, you’re gonna find more people who’ll dislike you.

That’s the way life works, but, fortunately, we can choose what kind of battles fight. We can choose whose gonna be in our lives, the things we’ll consider important, and how we’re gonna spend our time, give energy and attention to.

So be wise! Some people won’t love you, and that’s ok. It happens. What truly matters is how you see yourself. What you’re gonna do, how you’re gonna deal with it. Rejection ain’t easy! I must confess, that I almost never knew how to understand this, I almost failed at most of the times, but thank God for maturity! 🙌🏽

I can’t feel completely responsible for that. I can’t obligate them to feel something for me, I just can’t.

Some people won’t support me. Some people won’t recognize my efforts. Some people won’t find my beauty. Some people won’t find me interesting, or worthy of their friendship. Some people will always diminish my dreams, and assume I’m unprepared. Some people just won’t understand my choices and way of living – most of them just won’t have valid reasons to dislike me.

Some people just won’t understand the fact that I’m not like them. Some of them will always have a reason to talk about me, or don’t talk about me at all… like they might just not acknowledge my presence! Yes, I can be invisible for them too… I might never be known or popular among them… I might never cross their minds or conversations…

But if I have God for me, and myself, who’s gonna stop me? Who’s gonna hold me back? If I have and value the love of The Almighty God, and treasure and obey His Word and believe in His promises for my life, who’s gonna try to tell me the opposite? Who’s gonna bring me down? Who’s gonna make me feel sad and unworthy?

Nobody.

Love yourself, but this time wholeheartedly and with confidence.

Keep your head up!

#200

margarida-assinatura

 

Experiência

blog-senhorita-deise-experiencia

Nasci em um berço cristão.

Sempre ouvi falar sobre Deus.

Nunca cogitei saber sobre outras religiões, ou outros caminhos. Sempre soube de uma forma convicta, de que eu estava “no lugar certo”.

Mas isso não impedia as “minhas humanidades”. Não impedia os meus medos, nem o diálogo com “as mentiras” sobre mim, que apareciam na minha mente. Fui crescendo e dei ouvidos aos meus complexos. Fui crescendo e fiz algumas bobagens. Fui crescendo e cometi erros. Fui crescendo e fui me fechando. Fui crescendo e “levando as coisas”.

Mas eu me lembro de uma das orações mais sinceras que eu fiz na minha vida. Deus, claro, sempre esteve presente. Sempre mesmo! Meu primeiro livramento, foi ao nascer. Tive infecção no sangue. 16 dias no hospital, tomando antibióticos com a minha mãe. Quando criança saí correndo sem rumo, me perdi da minha “babá”. Quase fui atropelada, mas segui correndo, correndo… não sei como, mas lembrei certinho o caminho de casa. Cheguei sozinha, sem fôlego — poderia ter acontecido qualquer coisa, mas claro que Deus colocou a mão.

E, em muitas outras situações, Deus me deu oportunidades. Mas como eu estava falando, eu me lembro daquela oração sincera. A partir daquele momento, eu levei Deus “bem mais a sério”. Senti o seu amor e a importância que eu tinha pra Ele, mesmo eu sendo tão falha e insignificante. Percebi o real valor da existência humana, e todo o plano superior que existe!

O amor de Deus, transforma. Chorei muito. Pedi perdão, por coisas que eu hoje, jamais conseguiria praticar — abandonei. Perdoei também. No meio do caminho, depois daquela noite, tive uns pequenos tropeços, mas me levantei mais forte. Aceitei a correção. Hoje, sou pacífica. Conto com Deus nas minhas orações. Claro que ainda tenho minhas falhas, mas eu também tenho a perspectiva de mudar. Tenho os meus erros, mas eu não tenho coragem de permanecer nenhum deles, porque, uma vez que você sabe que pode viver para sempre, sem nenhum tipo de contato com Deus, você para de arriscar, você ganha maturidade na fé, fixa seu olha somente naquilo que é realmente importante e fica firme nEle.

O seu medo, não é da consequência terrena. O seu medo, passa a ser esse: viver separado de Deus eternamente, e vamos ser sinceros… pelo quê valeria a pena correr esse risco? Nada, absolutamente nada!

Corra para os braços de Deus enquanto há tempo.

margarida desenho-Transp