Manuscrito

Que seja fiel ao manuscrito, fiel à vontade do Autor.

Sem edição minha ou de qualquer outra pessoa. Quando Deus escreve, ninguém apaga. Quando se verdadeiramente segue o roteiro, o propósito se cumpre.

A protagonista se deixa ser dirigida.

Afinal, é uma narrativa biográfica cronológica — pois Ele me conhece profundamente, desde o ventre da minha mãe — nem era formada e ele já me conhecia, já me amava, já havia se interessado por mim.

Ninguém melhor do que Deus para saber exatamente, nos mínimos detalhes, quem eu era, quem eu queria ser e o que eu efetivamente me tornaria, estando presente em cada etapa, em cada fase da minha vida, observando de perto.

Conhece todo o meu contexto. Anseios, sonhos, defeitos, medos, qualidades, hábitos, o que faço por mim e pelos outros, sabe para o que contribuo, as minhas causas, minhas frases, meus pensamentos, meus sentimentos… tudo por inteiro.

Uma trajetória que repitoprecisa e quer ser fiel ao manuscrito até o final. Sem cortes, sem adições ou edições de terceiros. Sem anulações.

Ready Or Not?

After all we’re going through, some things just won’t be the same and I must be ready to face it.

I’ve always heard how we should accept when it’s time to close chapters, and once again, I see myself reading the final sentences of a story I loved to create and participate.

Obviously, to new endings, (whether it’s good or bad one) there’s always a new beginning of something new.

I don’t know what’s gonna happen next in a certain way, but, whatever is coming, I’m getting ready.

Again, I’m grateful for all beautiful souls I met and important moments I had.

Growth happens while we live our hardest. I’m sure it all will be worth it.

margarida desenho-Transp

O Impostor

O impostoraquele que não reconhece os vazios que tem na alma.

Aquele que não consegue arcar com as consequências, ser adulto o suficiente para admitir e sempre projeta o seu vazio na vida dos outros, apontando, julgando a vida dos demais.

Muitas pessoas vão tentar cobrar de você, “Você tem que provar”, [provar para ser aprovado]. Essa pressão pelo desempenho, lamentavelmente tem matado a alegria de muitas pessoas, tem tirado a capacidade das pessoas de viverem o melhor de Deus!

O Senhor Jesus não é movido pela ansiedade, pressão, nem pela falta de confiança das pessoas. Têm pessoas que não vão confiar em você… e isso é fato!

“Todos nós, ao longo da nossa vida, queremos executar algo pensando nos outros.”

Quais são as decisões que têm matado você? Quais são as coisas que, propositadamente, você está cedendo à pressão dos outros, para que essas coisas te matem?

Qual é o lugar que você tem se afastado do plano de Deus? Trocando os pés pelas mãos (fazendo coisas sem pensar), assumindo uma estrutura que ainda não está preparada?

“Cuidado para não destruir a temporada atual da sua vida, caminhando pressionado por pessoas.”

Quando você se move, você se move por quem? Quanto as suas decisões se movem por Deus? Quanto da sua execução parte de um propósito de Deus?

Você vai quebrar sua vida tentando ser como os outros, destruindo a alegria que Deus projeta pra você, deforma sua alma tentando agradar, tentando se encaixar nas expectativas dos outros,

Ao atender os apelos das pessoas, você acaba se perdendo!

A nossa existência não pode ser avaliada, medida pela existência do outro. Não fui constituído para ser comparado a alguém — não me julgue, não me maltrate, não me bata, porque eu não nasci para ser igual a você.

Sempre haverão sussurros sobre a sua vida, sempre haverão sussurros sobre as suas intenções, seu caráter, ideia da sua fé, sua vida financeira, sua família, sua idoneidade… não tente encontrar sua identidade nesse sussurros. Não encare, não responda, não de importância a sussurros, não guarde esses sussurros.

“DIGA NÃO A PRESSÃO DOS HOMENS E AGUARDE O PROPÓSITO PARA TER UMA VIDA SOBRENATURAL. LIBERE SUA ALMA DA NECESSIDADE DE PROVAR O SEU VALOR PRAS PESSOAS. VOCÊ NÃO PRECISA PROVAR O SEU VALOR PRA NINGUÉM.”

Texto baseado no vídeo do YouTube, de Diego Menin. ❤️

margarida desenho-Transp

O que a gente perde?

Depois que acaba a histeria, o silêncio nos ensurdece em nossa solidão.

Nesse momento nos sobrevêm as ondas, os flashbacks dentro da nossa cabeça nos fazem sentir uma e mais outra vez, o que vivemos na pele.

Acaba a histeria, e nos ocorre tudo o que poderia ter sido diferente. O que poderia ter sido feito, o que poderia ter sido falado… pensamos, “poderia ter aceito”, “poderia ter discordado”, “poderia ter me posicionado melhor”… Mil teorias, nada na prática.

O que a gente realmente perde?

Quando acaba a histeria, vemos as cartas postas na mesa, o que nos foi apresentado e o que apresentamos, sobretudo, pensamos no que apostamos. “Deveria ter guardado mais” ou “deveria ter arriscado mais” — analisado mais…

O que a gente realmente perde?

O que você realmente perde?

O que você perdeu realmente?

O que eu perdi?

margarida desenho-Transp

 

 

À Luz

Esse é um texto completamente fora da programação, palavras que digitei minutos atrás e que é totalmente passível de edições futuras — para inserção de complementos.

Mas, se tem uma palavra que está constantemente em pauta, e que pode ser considerada como “a do momento” também, é a palavra…

Polarização

que nos termos políticos da nossa sociedade, significa “concentração em extremos opostos”. O cenário que vemos ultimamente, mostra-se complicado e angustiante. Tudo isso, em meio a uma pandemia de Covid-19, além de um impacto negativo gigantesco na economia. O povo infelizmente sofre e assiste em agonia, essas quebras de relações, exposição de comportamentos imorais e ineficiência em servir à população, nas áreas mais necessitadas como a saúde, por exemplo.

As esferas políticas estão divididas, machucadas! Chocam-se o tempo inteiro!

Hoje eu quero te convidar a sair desse extremo, seja ele qual for. A crise também se instala em meio a esse tipo de confusão, de gritaria, de extremismo.

Partidos e políticos não são times de futebol. Você acha que essa autoridade em questão foi um “escolhido por Deus”? Pois bem, Saul foi escolhido por Deus, pecou e errou feio até ser substituído por Davi, que também teve seus erros e foi repreendido — no final, ele teve suas perdas e consequências (se recuperando no final, graças a Deus houve redenção). Acontece! O ser humano infelizmente tem dessas!

Apoiou muito alguém por seus ideais? É válido! Porém, vale mesmo por a mão no fogo? Estar às cegas? Quando alguém mostra, demonstra que não foi digno da sua aposta, do seu voto de confiança, não pode haver uma alienação, uma manipulação da verdade!

Chega de formarmos ídolos políticos! Eles não devem estar acima do povo, jamais! 

Eu te convido a ver as coisas com mais clareza, sair dos extremos, não no sentido de abrir mão de princípios básicos, ou de negociação com coisas duvidosas e que possam manchar seu caráter, sua fé.

Mas, te convido a reavaliar o processo até aqui. Confrontar suas atitudes e colaboração para esse momento, confrontar a extrema polarização que tem tomado conta das pessoas aí afora, que não tolera um “a” além do seu próprio.

Chegou a hora de recomeçar, à luz de muitas coisas. Acredito que esse momento nos pede isso mais do que nunca.

margarida-assinatura