Opiniões, opiniões, opiniões

Inevitável. Se você lida com redes sociais, uma hora ou outra você irá dar de cara com alguém que ama divergir e dar aquela opinião (mesmo quando não foi pedida). Sabe, aquele momento bem desagradável em que ou você escreve um textão, ou lê um textão? Pois é, hoje eu quero muito conversar sobre isso com vocês!

kaboompics.com_Closeup of Apple Macbook keyboard

Sim, meus amigos, as redes sociais não são apenas uma vitrine de fotos, memes engraçados, informações que vêm do mundo inteiro a cada minuto, desabafos pessoais ou uma simples “rede de amigos reais/virtuais” – elas também servem como um grande campo de batalha.

Cada um tem sua opinião e a sua forma de enxergar a vida.

6+3=9 mas o mesmo acontece com o 5+4=9. O jeito que você faz as coisas, nem sempre é a única forma de fazer isso. Respeite a maneira de pensar das outras pessoas.

Eu gosto de pessoas que têm opinião própria, e mais do que isso, amo aquelas que sabem respeitar a opinião dos outros. Não sei se vocês conseguem perceber isso, mas sempre que acontece alguma discussão na mídia, acontecimentos de grande destaque, uma nova moda ou simples desafios de usar ou não maquiagem, várias pessoas resolvem escrever textos gigantes nas redes sociais dizendo o quanto aquilo é errado, ou o quanto aquilo é certo. Bem, todos temos o direito de nos expressar, mas até onde vai esse direito? Será que vale a pena constranger alguém que não compartilha o mesmo ponto de vista que você? Será que vale a pena ofender a pessoa?

Não tenho nada contra debates, no colégio eu nunca fugi de um, e eu até gostava desse tipo de dinâmica na sala de aula. Isso acrescentava no conteúdo apresentado pelo professor, e algumas vezes, eu tive que reconsiderar e isso foi bom! Ninguém é o “dono da verdade”. Mas se tinha uma coisa que me deixava realmente chateada, era quando algum colega meu começava a ofender, a baixar o nível gritando, e a discussão se estendia por horas, incluindo até assuntos pessoais que não tinham nada a ver.

Saiba que:
1. Você não vai conseguir mudar NINGUÉM no grito.
2. Arrogância cega, te impede de criar novos relacionamentos e de ampliar o seu conhecimento.
3. Se os outros fazem, você não precisa fazer igual. Sabe essa história de “modinha”? Se você não gosta, não entre na brincadeira – simples assim!
4. Construa a sua própria identidade: se alguém criticou aquilo ou falou super bem de uma outra coisa, PENSE. Pense, e tire a sua própria conclusão. Não se torne marionete.
5. Um pensamento mal colocado, pode te trazer consequências não muito agradáveis.
6. Não seja influenciável.

Sabedoria é a palavra. Seja sábio, seja persuasivo! Quer fazer alguém acreditar na sua ideia? Faça isso de forma educada, sabendo se comunicar. Tenha um argumento que seja válido, e que não precise ferir o próximo. Os seres humanos estão ficando extremamente críticos, e isso vem trazendo a frieza e o afastamento. É uma raridade ver alguém expressar um pensamento com sutileza.

Todos têm o direito de expressar sua opinião, desde que ela seja solicitada. Vemos pessoas afoitas, com uma necessidade urgente de sair falando tudo o que pensa quando ninguém está pedindo. Que coisa feia! É por isso que surgem tantas inimizades e desgastes. Existe um ditado popular que quem fala o que quer ouve o que não quer, e isso é a mais pura realidade! Por mais que você esteja com pessoas que lhe deem liberdade, use-a com responsabilidade e entendimento. Há momentos em que eu até poderia dar uma opinião, mas prefiro me abster. Penso que não é porque somos amigos que podemos dizer e entrar em tudo, senão corremos o risco de nos tornarmos inconvenientes. – Núbia Siqueira

Saiba também que:
1. Nem tudo que vem a sua mente deve ser dito.
2. Nem sempre precisamos atender a todas as brigas que nos convidam a participar.
3. Nem sempre precisamos nos defender ou nos explicar.
4. Liberdade de expressão não é bagunça.
5. Não se deve falar sobre um assunto que você não domina, ou ainda não entende completamente.
6. Rótulos e julgamentos não te levam a lugar algum.

Eu amo ter um blog, porque nele, eu posso escrever o que eu quiser, quando eu quiser e como eu quiser. Mas faço isso, sem agredir ninguém e sabendo que se alguém não gostar do que foi escrito aqui, essa pessoa poderá se manifestar, que eu não irei censurá-la por isso. A mensagem que eu quero passar aqui é: respeite a maneira de pensar do seu próximo.

“Que a sua opinião seja pautada em realidades sólidas e conhecidas profundamente de quem enxerga o mundo pelos seus próprios olhos e não pela miopia de alguns olhos alheios.” – Núbia Siqueira

É importante conversar, tentar entender, ou querer que o outro compartilhe do mesmo pensamento – uma possível tentativa de trazer aquela pessoa para “o seu lado”. Sim, é excelente debater de uma forma sadia – quando acontece assim, não há problema algum! Acredito que o ser humano amplia sua visão, adquire mais sabedoria quando decide tentar, quando decide expor o que pensa.

Só tenha cuidado! Não permita a entrada da ignorância, intolerância, orgulho. Não entre no jogo de ofensas, quebra de amizades e aborrecimentos que duram dias, semanas, meses, anos! Cuidado com a forma que você reage, realmente, nem todos irão concordar, aceitar, ou enxergar da forma como você vê. Evite discussões acaloradas, viu que está começando a sair do controle? Acabe por aí mesmo.

Persuasão, paciência, respeito e compreensão. Saber a hora de falar, ouvir o outro lado – chaves indispensáveis para dialogar, argumentar e crescer!

Vamos lá, convido você leitor, a participar comigo! O que mais você acrescentaria aqui? Ou, no que você concorda? No que você discorda? Como você é num debate? Tem alguma experiência, testemunho, exemplo para contar? Enfim, fique à vontade! Esse espaço é livre!

Beijos!

       @SenhoritaDeise | @blogsrtadeise | @blogsenhoritadeise.

margarida desenho-Transp

Anúncios

14 thoughts on “Opiniões, opiniões, opiniões

  1. Milena

    Parece um mar sem fim, as pessoas acham oportunidade pra batalhar até na internet, na verdade, principalmente. É péssimo ter que lidar com isso e ver pessoas fazendo sem nem mesmo ter algum motivo pra isso.

    Curtir

  2. Sthefani Monteiro

    Simplesmente AMEI esse post, e queria mandar pra várias pessoas como uma pequena indireta! hahaha
    As pessoas acham que por estarem na internet, é uma forma de poder falar o que quer, sem pensar no próximo! Sente prazer de discordar do outro….
    Adorei o post, sucesso! ❤

    Curtir

  3. Cliscia Make Up

    Complicado que as pessoas se acham donas da verdade e que somente oq elas dizem/pensam é o correto. Não sabem ouvir e nem respeitar, por isso evito ficar postando sobre assuntos polêmicos em rede social. Uso para me divertir somente.

    Curtir

  4. Emily Ferreira

    Opiniões divergente muitas vezes acaba complicando… As pessoas pensam tanto que sempre estão certos que esquecem de olhar o ponto de vista do outro e se olha já vai julgando como se soubesse tudo e isso principalmente na internet e em anonimo…

    Curtir

  5. Luly

    Eu adoro os “textões”! Adoro ler e vez ou outra lá estou eu fazendo os meus… Acho que o maravilhoso da internet é a gente poder falar o que pensa (sem confundir liberdade de expressão com discurso de ódio, claro) e mais ainda: poder ver outros pontos de vista que vão nos influenciar e/ou ajudar a ser melhor. Mas é isso que você disse, existe o limite!
    Por exemplo, eu tenho MUITO preconceito conta um tipo específico de profissional por ter péssimas experiências convivendo com eles, principalmente em família. É meu direito ter esse preconceito e meu dever tentar lutar contra ele, mas aqui dentro da minha cabeça. A partir do momento em que eu saio na rua agredindo essas pessoas, que eu resolvo que elas não devem existir ou que saio falando mal delas nos textões, aí ei tô errada e ridícula!
    Acho que é por aí. Nós temos total direito de ir e vir até que isso atrapalhe o direito do outro. É difícil ficar calado quando vem gente idiota atacando as coisas de graça, mas se não conseguir pelo menos que façam isso com sabedoria, e não (mais) agressão!

    Curtir

  6. Ana Carolina Domingues

    Adorei o exemplo do 6+3 e 5+4=9, cada um tem um jeito de pensar, de fazer… e temos que respeitar as particularidades de cada um. Vejo muita gente tentando impor seus métodos e opiniões, como se fossem a única forma de pensar ou agir, ou até mesmo como se fosse a forma correta

    Curtir

  7. Camila Tuan

    Tem muita gente na blogosfera que está precisando ler esse texto.
    Eu sempre gostei de participar de debates, mas de algo saudável, nunca gostei de debates que as pessoas começavam a xingar umas às outras, porque isso não é debate.
    Temos que ter muito cuidado quando vamos dar nossa opinião, pois tem certas coisas que podem soar mal.

    Beijos

    Curtir

  8. Lukas Reis

    Menina vou te dizer uma coisa, você é demais!
    Assim que comecei a ler seu post, me senti muito próximo de você e de como temos um pensamento parecido, isso é muito bom. Quando você disse: 6+3=9 mas o mesmo acontece com o 5+4=9, e cada um tem uma forma de pensar eu me identifiquei na hora.
    Sério, to apaixonado pelo seu blog ❤ Você é incrível.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s