A Poesia

Eu sou o poeta, e você a poesia.

Eu te criei, alinhei seus versos e rimei as palavras.

Tomei a liberdade de chamar-te de obra e admirar-te em meio a todo caos em volta.

Eu te escrevi várias e várias vezes. Apaguei o que não estava tão bom, e decidi recomeçar, senti emoção a cada nova linha.

Você é a poesia que não canso de ler. Leio e não entendo, por vezes, extraio coisas novas que ainda não havia visto, em outras, apenas aqueço meu coração.

Você é a maravilhosa coletânea, que todo apreciador de uma boa leitura gostaria de ter.

Você existe, são as palavras que provém do amor e da criatividade. Da plena atividade que é observar, imaginar, e por em ação no papel.

Eu te amo, e eu te amo como um bom criador aprecia sua obra.

margarida desenho-Transp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s