Conversão

conversao-blog-senhorita-deise

Olá!

O texto de hoje, não foi feito por mim. Na verdade, o que vocês acompanharão aqui, é uma fragmentação de uma conversa muito importante que eu participei em um grupo, meses atrás. Todas nós tivemos a oportunidade de expor nossa opinião, e claro, comentar o que achamos do que foi dito, acrescentarmos ideias e concepções, até chegarmos a uma conclusão, ou pelo menos sair dali com um entendimento mais amplo sobre o assunto.

Era um tema meio complexo – no sentido de que toca muita gente e ao mesmo tempo, levanta algumas questões pessoais, mas em meio a tudo isso, eu encontrei um comentário que me chamou a atenção de uma forma que eu tive que guardar aquilo, e até pedi permissão a pessoa para publicar aqui, porque o que ela disse se encaixa perfeitamente em situações que encaramos diariamente, define o que devemos ser, como devemos entender o processo.

Quero agradecer quem começou o assunto e a todas que enriqueceram a conversa com suas experiências e comentários. Cada pessoa que participou, saiba que você contribuiu para algo muito importante ♡

Vamos lá, leia comigo o que ela disse:

“Sobre isso, penso da seguinte maneira: Independente de nossas crenças, ideologias, conceitos… Quando nos propomos à mudança, precisamos estar cientes de que não existe mudança repentina. Ninguém muda do dia para a noite.

O que acontece, na verdade, é a iniciação de uma mudança. É como se estivéssemos dizendo ao nosso interior e às pessoas a nossa volta: “Resolvi mudar. Minha mudança começa agora”. Mas é importante lembrar que: ela começa agora, e segue adiante. Uma única mudança, pode perdurar por muitos anos. Desse mesmo modo, funciona com a conversão. A propósito, a própria definição da palavra, já diz muito sobre este processo. Converter-se é o mesmo que mudar a direção, alterar o sentido. Ou seja: você muda a sua direção para um novo percurso. Uma nova caminhada. Caminhada. Passo a passo.

O processo de conectar-se a Deus verdadeiramente, é bastante progressivo. Justamente por isso, acredito piamente que o converter-se, é na verdade, a iniciação de um processo profundo e intenso de auto-conhecimento. Processo qual você observa que há um Deus habitando dentro de você. Processo qual você absorve, o que Ele faz ecoar dentro do seu ser. Processo qual você é tão preenchido, que transborda, e contagia pessoas a sua volta. Não com palavras, mas com atitudes. Bem, essa é a minha percepção resumida, sobre tudo isso.”

Esse lindo comentário foi feito pela Thaís Lira, redatora, colunista e autora do blog Ponto da Lira. Muito obrigada pela sua colaboração, obrigada por essas palavras tão lindas. Realmente é um comentário impactante, completo e bem feito sobre um processo essencial na vida de um ser humano. Obrigada mesmo por me deixar publicar aqui, a sua opinião, seu pensamento.

E você, o que achou? Eu quero conhecer a sua opinião. Se você já vivenciou isso, como você pode definir a conversão? Se você não teve ainda essa experiência, gostaria de ter? Você conhece alguém que mudou dessa forma? Enfim, são muitas as perguntas pertinentes ao assunto, fale nos comentários o que você acha que se encaixa aqui 🙂 conte sua experiência, o que você pensa, participe!

Beijos com carinho para todos!

@blogsrtadeise ♡ @blogsenhoritadeise

margarida desenho-Transp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s