Álbum: “After Laughter” Paramore

blog-senhorita-deise-paramore-after-laughter
Capa oficial. Imagem retirada do site billboard.com

Maio de 2017, estava eu no Instagram, conferindo os stories das pessoas que eu sigo, quando chegou a vez da Bruna Vieira. Ela estava escutando as músicas do After Laughter quinto álbum de estúdio da banda de rock americana Paramore, dizendo o quanto ela amou – e, eu rapidamente me interessei, fui ao Spotify e eis me aqui para contar o resultado dessa sessão musical, seis meses depois.

Isso mesmo, venho fazer uma resenha desse álbum, seis meses após o lançamento. Mas por que? Eu estava fazendo a minha lista de melhores do ano no cenário musical, e advinha só… “After Laughter” está no meu top 5!

“After Laughter” é diferente do que a banda já havia nos apresentado. Composições profundas que abordam temas importantes, acompanhadas de melodias cativantes, melodias que emocionam, que agitam. Sim, eles foram para o lado mais pop sintético que conheciam, mas que não tirou a personalidade do trio, que agora conta com a volta do integrante, Zac Ferro, que deixou a banda em 2010 – a formação do Paramore sofreu várias mudanças ao longo dos anos, mas eles decidiram seguir em frente apesar de tudo.

Quero fazer uma menção especial aos vocais da Hayley Williams – ela canta com toda força e emoção necessárias, para falar de assuntos tão presentes na vida de qualquer ser humano. Amo a doçura que ela expressa em cada nota, amo o jeito dela cantar, e acredito que esse álbum demonstra o crescimento dela como letrista, e dos demais integrantes como arranjadores e produtores musicais.

AL tem seus momentos vibrantes, que abraçam a nostalgia, que mostram a sonoridade típica dos anos 80 – falando nisso, vale a pena ver os clipes que são super coloridos e cheios de elementos da época!

O novo trabalho foi bem recebido pelos críticos, e muitos deles mencionaram o contraste das letras com a melodia em certas canções: “eles deixaram de vez para trás o punk e emo.” Quem for ouvir esse álbum, pode esperar letras bem sérias, provenientes de experiências pessoais, mas com muita fluidez, dinamismo e encantamento por parte das melodias 🙂 sim, essa foi a parte que mais chamou a minha atenção!

Agora, quero mostrar a vocês as minhas favoritas:

26

Esta música é sobre não perder a esperança ser um sonhador. É o oposto de uma prévia canção deles, muito conhecida do público: “Brick by Boring Brick”, do álbum Brand New Eyes (2009), onde Williams criticou os sonhadores sem fundamento na realidade. À medida que o tempo foi passando, ela hoje reconhece que se tornou aquela pessoa sonhadora previamente criticada, e que vale a pena se agarrar a esperança e não soltar por ninguém.

Hayley explicou também, que essa música idealiza uma conversa com uma versão mais nova dela mesma. Afirmou que ela sente que “26” é a mais transparente do álbum; a única música que suas emoções não são cobertas por um ritmo mais dançante.

Hold onto hope if you got it
Don’t let it go for nobody
And they say that dreaming is free
But I wouldn’t care what it cost me

Forgiveness

O destaque dessa canção é a sinceridade dela em meio a uma melodia tão “pra cima”. Com certeza “Forgiveness” descreve uma situação vivida em um relacionamento que infelizmente não prosperou. Algumas pessoas, inclusive, especulam que essa letra seja dedicada a ex-membros da banda que saíram bem longe dos “bons termos” entre amigos…

“Don’t you go and get it twisted
Forgiving is not forgetting”

Pool

A imagem central da música é de mergulhar em uma piscina. Hayley usa a água como uma metáfora: o amor que ela sente por seu relacionamento já terminado. O lado obscuro desse sentimento que ainda está aí e que ameaça afogá-la, o peso das incertezas… Gosto muito de toda estrutura da música.

Dive back into
Right back into
Dive right back into you
Now I know you

Tracklist:

1. Hard Times
2. Rose-Colored Boy
3. Told You So
4. Forgiveness
5. Fake Happy
6. 26
7. Pool
8. Grudges
9. Caught in the Middle
10. Idle Worship
11. No Friend
12. Tell Me How

Espero que vocês tenham gostado! Com certeza vale o play! “After Laughter” está disponível em todas as plataformas digitais, e também em mídia física. E aí, o que vocês acharam do álbum? Quais são suas favoritas? Enfim, me contem a opinião de vocês, e se possível, façam uma avaliação dessa e de outras resenhas musicais aqui do Blog Senhorita Deise! Deem sua sugestão, o que precisa melhorar? O que vocês gostam ou não gostam nas resenhas críticas?

Conto com vocês, até a próxima!

6053b61a345645df58ac47a5db1dc64b

Anúncios

Album: Heartbreak On A Full Moon – Chris Brown

blog-senhorita-deise-álbum-heartbreak-on-a-full-moon
Album cover art: revealed on Oct. 6th – “ALBUM COVER, self explanatory” – Chris Brown: A human heart, dripping blood, in front of a pink moon.

Chris Brown with a solid twelve-year career, in 2017, most specifically on October 31st, took an important step: he released a double album with 45 tracks named “Heartbreak On A Full Moon” – and a bonus song (Last All Night), especially for fans on Soundcloud.

What to many people seemed like a “shot in the foot”, especially in this “digital era” when people doesn’t seem to be interested on buying physical media, eventually became a milestone in his story thanks to his talent, team and fans – who gave all the support needed to make this possible.

In just one week, “Heartbreak On A Full Moon” has now won the gold certification (for 500,000 copies sold) a fact confirmed by the RIAA (Recording Industry Association of America). Amazing, isn’t it?!

Everything started with an Instagram post in May, 2016:

“NEW ALBUM (HEARTBREAK ON A FULL MOON) NEW SINGLE DROPS MAY 5th…” – Chris Brown via Instagram

It gives us an idea of how early the work for this album happened. Chris Brown is a workaholic. Music is his refuge, his art, something that he truly loves to spend time doing. In the past years, he released for free (via mixtapes), previewed snippets on social media like Periscope and Instagram, put out songs on Soundcloud, and of course, released albums too… that’s a lot of music!

Chris, himself, said in a interview, that he had on his phone 800 songs! And can you imagine how many more he’ll have after a studio was built in his house? Haha. So, would this be the reason behind his new album, “Heartbreak On A Full Moon” have so many songs? I don’t know, but it’s a way to start finding answers for this question.

“I thought Heartbreak On a Full Moon was a depiction of what my soul wanted to say. It’s funny because we were not doing a double album. I’ve done so many records, but all of the records, to me, are personal favorites and I feel like it gets what I want to say across. It gives a vibe. You get nostalgia or you get a sense of individuality.” – Chris Brown

This might be his most personal album

As a fan for years, I can honestly say that I follow his art in every detail, I listened to every album, even his collaborations with different artists, and I noticed a progress in this project, I noticed growth. I feel like he finally felt ready to open up about his deepest feelings, his inner thoughts – in songs.

He started doing it, in his – well done – documentary called “Welcome To My Life”, where he really welcome us, to his experiences, his career, his life choices, his pain, victories and defeats in pure honesty. We were invited to know his side of the story. We saw how everything started, we saw vulnerability, we saw the strength and the pain. The answers to a lot of questions.

And I guess that he followed the same formula with “HOAFM” – he doesn’t hide his preferences in his love life, or his choices according to who he’s gonna have a relationship with. I don’t wanna make any reference to anyone, it’s not about his exes, or about who inspired what song (yes, he wrote a lot of songs in this album) – it’s about his perspective, his feelings, it doesn’t matter if it’s a happy song, a love song or a sad song, it’s about his own view.

#💔🌕 HOPE EVERYONE IS ENJOYING SEASON 1 AND 2😂🕺🏽🔥!” – Chris Brown via Instagram

What should we expect from “Heartbreak On A Full Moon”?

Cohesiveness and a story to tell. The first song “Lost And Found” is a great example of a opener! You feel the impact, as soon as you hit the play button.

Another thing that I love about this album: the samples! Michael Jackson (Even), Tupac (Juicy Booty), Outkast (This Way), Seal (Nowhere), Kevin Lyttle (Questions)… legends only! They were all perfectly chosen!

Singles, they were just a sneak peak of what the album could sound like. So far, “Party” is the most successful one, reaching Billboard’s Hot 100, 40th position, “Pills And Automobiles” is almost there, being at the 51th spot. Another fact that must be commented: every single from this era, charted!

“… very thankful to be able to inspire y’all while doing something I love ❤️. I LOVE YALL EVEN MORE FOR MAKING ME WORK HARD. #💔🌕 🙏🏽❤️ ” – Chris Brown

“HOAFM” is a treasure to be explored, a journey amid the loves, many life experiences and feelings of Chris Brown. This new project it’s like as if he had read the comments of fans and learned from previous mistakes, and gathered all this new information for a new phase in his new work.

Captivated even the unbelievers!

In three days, Brown achieved an impressive number: 68,000 copies sold – which even surpassed the predictions of several critics. What should also be highlighted is the total time of the album: 2h40min – no other artist has released such an extensive work. It’s at least audacious! He did it all by himself – with no support from his own label, no sponsor, no PR stunt… he made it thanks to his own talent, team, and of course, his dedicated fans.

On Twitter, overall positivity. At first, some people thought it would be a “torture” to listen to so many songs. Others stated that his album wouldn’t be “curated enough” and there would be a lot of “fillers”. Others followed the delusional crowd that unjustly says “all his songs/albums sound the same since…” – but all of this was proven wrong, once they hit the play button. “He did his thing with this album”, critics made positive reviews, I saw a lot of positive reactions from the public, and yes, artists and peers came supporting too.

We could see people comparing this album to their favorites, to his acclaimed and grammy award winner “F.A.M.E.” – something really special happened this week!

45 songs that flows naturally

Chris gives us a little bit of everything, and I think it’s amazing. A multi-talented artist, who doesn’t like to be “labeled”, who likes to take risks, who loves to try new things, couldn’t give us an album stuck in a “box”, or with two genres.

Number of featured artists: this also impressed. With an extense tracklist, a large number of collaborators were expected, but that was not what happened. Chris really trusted himself and gave us all of him ❤ Different producers: Chris had already mentioned that he does not listen to much of the popular stuff out there because he does not want to look or sound like anyone else… Working with “lesser-known” names, made his sound original, with well structured songs in every aspect.

PS: Chris worked again with Scott Storch, Polow da Don & Boi-1-da

Vocals, melodies, harmonies… production wise, it’s definitely his best album!

Tracklist:

Disc 1

1. Lost & Found
2. Privacy
3. Juicy Booty (feat. Jhené Aiko & R. Kelly)
4. Questions
5. Heartbreak on a Full Moon
6. Roses
7. Confidence
8. Rock Your Body
9. Tempo
10. Handle It (feat. DeJ Loaf & Lil Yachty)
11. Sip
12. Everybody Knows
13. To My Bed
14. Hope You
15. This Ain’t
16. Pull Up
17. Party (feat. Usher & Gucci Mane)
18. Sensei (feat. A1)
19. Summer Breeze
20. No Exit
21. Pills & Automobiles (feat. Yo Gotti, A Boogie Wit da Hoodie & Kodak Black)
22. Hurt The Same

Disc 2

23. I Love Her
24. You Like
25. Nowhere
26. Other Niggas
27. Tough Love
28. Paradise
29. Covered In You
30. Even
31. High End (feat. Future & Young Thug)
32. On Me
33. Tell Me What To Do
34. Frustrated
35. Enemy
36. If You’re Down
37. Bite My Tongue
38. Run Away
39. This Way
40. Yellow Tape
41. Reddi Wip
42. Hangover
43. Emotions
44. Only 4 Me (feat. Ty Dolla $ign & Verse Simmonds)
45. Grass Ain’t Greener

Sit back, take your time and enjoy this masterpiece called “Heartbreak On A Full Moon”. “HOAFM” is an album that goes beyond sales and records. It’s solid, different. This album has so much more to offer! I felt his soul there, I am so proud! I shared with you, during this post, my personal favorites! If you listened to the album, tell me, which songs do you like? Tell me your opinion, I’ll love to answer you!

“Heartbreak On A Full Moon” is available on every streaming plataform (Spotify, TIDAL, Apple Music and more). And please, don’t forget to request the physical album at your local store/retailer. Also, keep requesting the singles “Grass Ain’t Greener”, “Party”, “Privacy”, “Pills And Automobiles” & “Questions” at your local radio station!

Processed with VSCO with c1 preset

Talent, hard work, originality, focus and strategy. Yes. I’m proud.

Instagram: @senhoritadeise | Twitter: @blogsrtadeise

HOAFM: Favoritas da Deise on Spotify, click and check out my favorites!

Thank you for being here, and go get that album!

margarida-assinatura

Música: Álbum “Exclusive” Chris Brown

É com muito carinho que eu estou aqui hoje, escrevendo sobre um álbum que eu amo muito! Sinceramente, ainda um dos meus favoritos, talvez esteja até em primeiro lugar no ranking!

(🇺🇸) It is with great joy and affection that I am here today, writing about an album that I love with all my heart! Honestly, this is still one of my favorites! I’m talking about Chris Brown’s second studio album, released on November 6, 2007 – wow, that’s right, a decade – time is really flying y’all!

blog-senhorita-deise-exclusive-chris-brown (3)
Um verdadeiro fenômeno! Eu amo o encarte desse cd gente! 

Estou falando do segundo álbum de estúdio do Chris Brown, lançado no dia 6 de novembro de 2007, portanto, ele completa hoje 10 anos! Wow, isso mesmo, uma década – o tempo está passando mesmo gente! Eu nunca acompanhei de perto, por tanto tempo, um artista.

blog-senhorita-deise-exclusive-chris-brown (4)

2007 foi um ano de grandes mudanças para mim, e, na música não poderia ser diferente. Eu sempre gostei de ouvir de tudo, porém, o rock era o estilo predominante em meus fones, rádio, fita cassete, cds gravados… Escutava diversas sonoridades do rock, punk, metal, clássico, gótico… todos os estilos e, eu gostava muito disso.

Mas aí, como eu expliquei para vocês, naquele ano eu me mudei. Passei a ter novas experiências ao morar no Rio de Janeiro. Lá, era tudo diferente, minha vida só ficou mais movimentada quando eu passei a estudar, fiz amigos… e, o hip-hop/rap, começou a ascender nos Estados Unidos, e tudo que bomba lá, faz sucesso aqui, e com o Chris foi exatamente desse jeito!

(🇺🇸) 2007 was a year of great changes for me, and in music, it could not be different. I was living in Rio de Janeiro, with a lot of different things going on for me, I always liked to listen to different genres, but rock was the predominant style on my headphones, radio, cassettes, CDs… I used to  listen to various sounds of rock, punk, metal, classic, gothic… yes, all styles.

Hip-hop/rap, started to get more attention where I lived, and then this country boy from Tappahannock, Virginia, came around and changed everything! I was completely amazed by his talents, his dancing, his smile.

Um grande astro. “Queridinho da América”. Já havia conquistado vários fãs apaixonados em seu país, posições de prestígio nas paradas musicais, já feito apresentações importantes de deixar o queixo caído em premiações, e seu próximo trabalho prometia, era muito aguardado.

(🇺🇸) A superstar. “America’s Sweetheart.” He had already won several passionate fans in his country, prestigious positions in the musical charts, already made important performance to leave the audience “jaw dropped” in awards, and his next album was very wanted and anticipated.

Não é a toa que esse álbum ainda segura o título de maior vendagem na primeira semana para o Chris, foram 295.000 cópias. “Kiss Kiss”, seu segundo single (também indicado ao Grammy), atingiu o topo da parada musical mais importante dos EUA, a Billboard Hot 100. Recebeu opiniões favoráveis dos críticos, um deles chegou a afirmar que ele já “não era mais um substituto do Usher, mas sim, estrela pop inegável” – e ficou na posição 34 dos top 50 álbuns de 2007 segundo a Rolling Stone.

(🇺🇸) No wonder that this album still holds the biggest selling title in the first week for Chris: it sold 295,000 copies. “Kiss Kiss,” his second single (also nominated for one Grammy), reached the top of the US’s most important musical chart – Billboard Hot 100. It received favorable reviews from critics, one of them even said that he was “no longer a substitute (..) but an undeniable pop star “- Exclusive was ranked 34th in the top 50 albums of 2007 according to Rolling Stone.

Possui o certificado 2x platinum, significa que só nos Estados Unidos vendeu mais de dois milhões cópias! Foram 6 singles: “Wall To Wall”, “Kiss Kiss”, “With You” & “Take You Down”. No ano seguinte, ganhou uma re-release“Exclusive: The Forever Edition” com mais quatro canções, incluindo “Forever” que tornou-se um grande sucesso, #2 na BB Hot 100, e “Superhuman” com Keri Hilson.

(🇺🇸) 2x platinum: it means that in the United States alone, it sold more than two million copies! “Exclusive” had 4 singles: “Wall To Wall”, “Kiss Kiss”, “With You” & “Take You Down”. The following year, he made a re-release, named “Exclusive: The Forever Edition” with four more songs including “Forever” which became a big hit, (#2 on BB Hot 100), and “Superhuman” with Keri Hilson.

Todos os clipes ricos em coreografia, ele também fez questão de co-dirigir todos! Foi mesmo uma “era” linda para ele e para os fãs. Com esse álbum ele se consolidou, e mostrou que chegou para ficar.

(🇺🇸) All videos from this era are amazingly coreographed, he also co-directed each one of them! It was a beautiful “era” for him and the fans. With this album he consolidated his career and showed that he came to stay!

Eu já amava canções como “Say Goodbye” e “Wall To Wall”, que não paravam de tocar aqui (essa música se deu super bem no Brasil) – e, quando eu o vi naquele clipe cheio de vida, engraçado e colorido – “Kiss Kiss” me apaixonei de vez! Decidi que acompanharia o trabalho dele como artista e estou aqui até hoje, 10 anos depois!

(🇺🇸) I already loved songs like “Say Goodbye” and “Wall To Wall”, that never stopped playing here (this song was very good in Brazil) – and when I saw it in that clip full of life, funny and colorful ” Kiss Kiss “I fell in love once and for all! I decided that I would accompany his work as an artist and I am here until now, 10 years later!

… she want that lovey dovey, lovey dovey, that kiss kiss

Desde então, sou essa fã que vocês conhecem ❤ minhas favoritas desse álbum são: Kiss Kiss, With You, Hold UpHelp MeI Wanna Be, I’ll Call Ya Lottery.

(🇺🇸) Since then, I am this fan that you know! My favorites on this album are: Kiss Kiss, With You, Hold Up, Help Me, I Wanna Be, I’ll Call Ya & Lottery.

You mean to me what I mean to you
And together, baby there is nothing we won’t do
Cause if I got you, I don’t need money, I don’t need cars
Girl, you’re my all and I’m into you
And girl, no one else would do
Cause with every kiss and every hug
You make me fall in love
And now I know I can’t be the only one
I bet there’s hearts all over the world tonight
With the love of their life who feels
What I feel when I’m
With you

Hinos atemporais gente! Me lembro das minhas tardes ouvindo esse álbum, voltava pra casa do colégio, e passava horas com ele on repeat. Olha ele comentando as faixas do álbum:

(🇺🇸) Timeless bops! I remember I spent my afternoons listening to this album after school and spent hours with it on repeat. Watch him commenting on the album tracks:

Tracklist:

1. Throwed
2.Kiss Kiss
3.Take You Down
4.With You
5.Picture Perfect
6.Hold Up
7.You
8.Damage
9.Wall To Wall
10.Help Me
11.I Wanna Be
12.Gimme Whatcha Got
13.I’ll Call Ya
14.Lottery
15.Nice
16.Down

Na minha honesta opinião, é um excelente álbum e eu super recomendo a você que está apaixonado, que quer se divertir, dançar muito… 5 estrelas galera!

(🇺🇸) In my honest opinion, it’s an excellent album and I super recommend it to you who are in love, who wants to have fun, dance a lot… I give it 5 stars y’all! It was incredible to see him grow.

Então é isso pessoal 🙂 um dia que eu amei comemorar e que eu precisava comentar aqui no blog! E vocês? Têm um álbum favorito assim como eu? Algum que traga tantas lembranças? Qual seria ele? Conhece o trabalho do Chris? Tem alguma favorita? Teria vontade de conhecer? Deixe seu comentário!

(🇺🇸) So that’s it folks 🙂 I really needed to celebrate this day and comment here on the blog! And you? Do you have a favorite album like me? The one that brings to you so many memories? Do you know Chris’ work? Do you have any favorites from this album? Leave your comment!

#Happy10thAnniversaryExclusive

Beijos da Deise

#TeamBreezy, yeah, I’m reppin’ it!

margarida-assinatura

Música: Álbum “Iris To Iris” Building 429

blog-senhorita-deise-iris-to-iris
Capa do álbum: olhar nos olhos de Deus, sobre esperar o momento em que nos encontraremos com Ele!

Sem dúvidas esse é um dos meus álbuns favoritos no gênero gospel – ouço sempre! Eu tive a oportunidade de conhecer a Building 429, através de um amigo, quando estava cursando o último ano do ensino médio (cinco anos atrás). Tive o grande prazer de ouvir em sua integridade esse trabalho lindo que eu apresento hoje à vocês, o “Iris To Iris”, quinto álbum de estúdio da banda, que completou uma década no dia 1 de maio.

Only by the power of Your name
Will I live, will I live. The heavens and the earth will pass away
But only love, yes, Your love, only love will remain – Power Of Your Name

Como eu já contei para vocês, sou fã de todo tipo de música. São vários os estilos que me encantam, e naquela época, eu estava iniciando o meu conhecimento no quesito “canções cristãs internacionais” – sim, porque eu só ouvia as nacionais mais tradicionais mesmo. Meus amigos sabiam de muitas bandas que atuam nessa área, por isso eles me ajudaram a aumentar meu acervo musical e, é impossível não lembrar deles quando revisito as minhas playlists – obrigada amigos!

You’ve spoken softly through the storm
I’ve heard Your voice and I’ve felt the calm
I stand only because You’ve given me faith to walk
Only because
You carried me
[…]
You carried me through it all
[…]
Yes I believe
You’ll carry me all the way home – You Carried Me

O nome da banda já diz tudo, “Construíndo o 4:29” – uma referência direta ao livro de Efésios, e a um versículo que diz o seguinte:

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.

Uma das minhas letras favoritas, diz o seguinte: “Perfeitamente ordenado e formado com amor/Meu coração foi projetado para o seu toque/Então eu O seguirei, eu O seguirei/O deslumbrante é a revelação da Sua glória/A esperança que vive profundamente dentro de mim/E eu sei que Você me capturou/Você me pegou, sim, Você me pegou

Quando todo o resto está mudando, Tu és constante
Levando meus olhos para ver muito além desta miséria” – lindo né? Essa é a Constant.

É para quem gosta de rock cristão!

“Iris To Iris” é um álbum lindo e bem diverso. Tem canções que tocam o coração, canções com guitarras mais eletrizantes e bem energéticas, letras edificantes. Vocais muito bem colocados (Jason Roy you are amazing), e claro, um louvor que está a um passo a frente de tudo que você já ouviu! É diferente, vale a pena 🙂

Lord You came, and breathed anew
A gift of life that will not cease
I am that You might be glorified
And I open my eyes to see
I’m asking You Lord reveal to me

Your majesty is captivating all of me
I stand before the one who makes my heart adore
Your majesty beyond what mortal souls could dream
We stand amazed breathless as we’ve come to face
Your majesty – Majesty

Minhas favoritas são: Power Of Your Name, Incredible, You Carried Me, Constant, Majesty, Waiting To ShineAmazed e Singing Over Me. O álbum é composto por 11 faixas bem sólidas e super bem produzidas. Confira a seguir, o stream do álbum no Spotify, e a tracklist:

Clique aqui e você será redirecionado à página do Spotify que contém o álbum!

Tracklist:

1. Power of Your Name
2. Majesty
3. Singing Over Me
4. You Carried Me
5. Amazed
6. Incredible
7. Waiting to Shine
8. Taken
9. New Season
10. Constant
11. Grace That Is Greater

Espero que vocês tenham gostado! Deem o play e me contem o que acharam! “Iris To Iris” está disponível em todas as plataformas digitais! Beijos meus queridos, não se esqueçam de dividir essa postagem com quem você ama, com quem você sabe que irá curtir também!

Father my redeemer
You are holy
You are merciful
Jesus you’re my healer
You’re my savior forever
Forever – Incredible

margarida desenho-Transp

Música: “Kaleidoscope EP” Coldplay

Kaleidoscope-Ep-Coldplay

Eu amo Coldplay desde que eu era criança. Sério, acho que nunca houve uma banda na minha vida que estivesse tão presente durante todos esses anos, durante tantas fases da minha vida. Desde então, eu acompanho cada trabalho deles, e é difícil não amar o que eles fazem, é difícil não me identificar com as músicas e não colocá-las em playlists, ou ficar dias, semanas, meses ouvindo sem parar. Quem me conhece, sabe, eu amo mesmo essa banda.

Eles voltarão ao Brasil em novembro! Imaginem só, o show deles em São Paulo foi tão concorrido, que os ingrssos se esgotaram rapidamente e eles abriram uma nova data, então agora são DOIS DIAS em São Paulo, e um em Porto Alegre! Estou feliz por todos os Coldplayers que tiveram a chance de confirmar presença e estarão nesse dia mágico! – Vocês já viram como é um show do Coldplay?! Coisa mais linda! Procurem no YouTube.

Mas, hoje eu quero mostrar para vocês, o mais novo lançamento deles, o Kaleidoscope EP (Extended Play ou EP, é uma gravação em disco de vinil ou CD que é longa demais para ser considerado um single e muito curta para ser classificada como álbum musical – via Google) são quatro canções inéditas, e uma em versão ao vivo.

Uma verdadeira obra de arte! O nome do EP tem tudo a ver com o visual adotado na era AHFOD, e possui o título de um interlude do próprio álbum já mencionado. No site oficial, eles denominam esse EP como:

O “Kaleidoscope EP” foi produzido pelos colaboradores de longo prazo da banda Rik Simpson e Daniel Green, juntamente com Bill Rahko. O EP é o lançamento-irmã do álbum “A Head Full Of Dreams”. As quatro novas músicas foram gravadas no estúdio on-the-road da banda durante a turnê A Head Full of Dreams.

A canção A L I E N S foi co-escrita por Brian Eno e co-produzida por Eno, Rik Simpson e Markus Dravs. Todos os rendimentos da canção A L I E N S irão para Migrant Offshore Aid Station (MOAS), uma ONG internacional que resgata migrantes e refugiados em perigo no mar no Mediterrâneo. A banda é patrocinadora da instituição de caridade. – Anchorman

A primeira canção mostrada aos fãs, juntamente com o anúncio do lançamento do EP, foi Hypnotised (lançado no dia do aniversário do Chris Martin, 2 de março). É uma música doce, que se assemelha a um sonho. É cativante e fala sobre amor. Veja o lyric-vídeo, que é super poética!

A segunda, honestamente é a minha favorita, ouço todos os dias desde o lançamento, e é impossível não repetir de tão maravilhosa que é. All I Can Think About Is You, é também sobre amor, é profunda, é sobre não querer estar sozinho nesse mundo, e claro, só pensar na pessoa amada mesmo que o caos esteja dando ordens, e hajam vários problemas no mundo exterior. Saber que o amor é a única coisa verdadeira que restou ❤ é lindo demais. Veja também a lyric-vídeo:

Já essa é um presente maravilhoso, como se fosse a segunda parte da “Miracles” (trilha sonora de um filme Unbroken) – Miracles (Someone Special) conta com a participação do rapper Big Sean, e fala sobre nunca desistir. Conta a história de pessoas que lutaram e conseguiram alcançar seus sonhos. É melódica, a cara do Coldplay!

Yeah you could be someone special
You’ve got fire in your eyes I see heaven inside you’ll go further than we’ve ever gone
In you I see someone special
You’ve got bright in your brains you can break through those chains you’ll go higher than we’ve ever gone
Just turn it on

Vale mesmo a pena ouvir o Kaleidoscope EP, lançado no dia 14 de julho. Está disponível em todas as plataformas digitais, e pelo site da banda, o vinil. Fique com a tracklist:

1. All I Can Think About Is You
2. Miracles (Someone Special) – Coldplay & Big Sean
3. A L I E N S
4. Something Just Like This (Tokyo Remix) – Coldplay & The Chainsmokers
5. Hypnotised

Espero que vocês tenham gostado! Quem não conhecia, me diz o que achou! E quem já ouviu, me conte sua opinião, me conte quais são as suas favoritas. Concorda comigo? Discorda? Deixe aqui nos comentários, será um grande prazer te responder!

“In you I see someone special. Don’t go to war with yourself.”

margarida desenho-Transp

Álbum: “One More Light” Linkin Park

Linkin-Park-One-More-Light
Capa linda: Cada criança representa um membro da banda, e a união entre as famílias deles!

Sou fã do Linkin Park, desde o primeiro álbum deles. Acompanhar a carreira da banda se tornou algo familiar, porque compartilho isso com meus irmãos que também admiram muito o trabalho deles, portanto são muitas histórias, muitas canções que fizeram parte de nossas vidas.

Por isso, ao longo dos anos, não perdemos um lançamento, e cada um aqui, têm seus álbuns preferidos, suas músicas favoritas – aquelas que não saem das nossas playlists, das nossos momentos marcantes.

Maio tem sido um mês super musical para mim, parei para escutar álbuns e avaliá-los, então prepare-se, porque hoje tem mais uma resenha especial ❤

Conceito do álbum e minha opinião:

“One More Light” é um álbum com letras pessoais e reveladoras, um álbum tocante, que mostra o amadurecimento da banda, ritmos mais calmos, porém com aquela “porção eletrônica”. Acontece que muitos fãs da antiga, não curtiram muito essa “mudança” (que na verdade já vem acontecendo há algum tempo) e logo vêm aqueles que dizem “Linkin Park se vendeu para o pop” “isso tá parecendo música de astro teen” – sendo que, na minha opinião, não é o que acontece com eles. Fiquem comigo, que eu explico para vocês!

Lançado em 19 de Maio, “One More Light”, sétimo álbum de estúdio da banda, mudou o curso: diferentemente do que foi The Hunting Party (trabalho antecessor), esse conta com elementos eletrônicos, sem guitarras pesadas, e com menos faixas – são precisamente dez músicas. Segundo os integrantes, as letras foram compostas com colaboradores diferentes e de fora do ramo do rock, e chegaram primeiro, antes das melodias tomarem forma. Uma novidade que merece ser comentada, é a participação de vocais femininos – a novata Kiiara, cantora americana que mescla electro-pop e R&B, em Heavy – primeiro single, e honestamente uma das faixas destaque.

OML é dedicado a uma amiga próxima da banda que faleceu rapidamente vítima de câncer, e de alguma forma, todas as músicas remetem a sentimentos mistos, relação com a família, perdas, aprendizados… tem menos elementos do rap (já que Mike Shinoda somente incluiu seu talento como MC em Good Goodbye [feat. Pusha T e Stormzy – que são rappers], e preferiu cantar em Invisible e Sorry For Now).

“One More Light” é considerado por mim, como um álbum que flui. Você ouve da primeira à última faixa sem querer pular. Você mergulha no conceito, mergulha na emoção passada nos vocais, nos elementos instrumentais (que ficam na sua cabeça e é impossível não cantarolar depois) e passa a refletir nas letras. É possível entender a fase que eles vivem. Linkin Park sempre foi aquela banda que não se encaixa sempre em um padrão, eles sempre vêm com um disco diferente.

Não acredito que essa tenha sido apenas uma tentativa de tocar em rádios, ou de alcançar novos públicos com as chamadas “farofas”. Ainda é o LP de sempre, porém com a coragem de fazer algo novo e com sinceridade. Não é uma mera repetição de outros trabalhos, sim é diferente de tudo que já fizeram, mas essa é a graça da coisa, se reinventar.

Resumindo, se você já conhece a banda, esqueça de tudo que você já ouviu e, todos os outros conceitos aplicados. Ouça o álbum esperando algo diferente. E você que ainda não ouviu, não perca a oportunidade, eis aqui minhas favoritas 🙂

1. Halfway Right

2. One More Light

3. Heavy

4. Battle Symphony

5. Sorry For Now

6. Invisible

Tracklist:

1. Nobody Can Save Me

2. Good Goodbye (feat. Pusha T & Stormzy)

3. Talking to Myself

4. Battle Symphony

5. Invisible

6. Heavy (feat. Kiiara)

7. Sorry for Now

8. Halfway Right

9. One More Light

10. Sharp Edges

Lembrando que o álbum já está disponível em todas as plataformas digitais! Você gostou de “One More Light”? Comente!

Who cares if one more light goes out?
Well I do.

margarida desenho-Transp